domingo, 21 de janeiro de 2018

A magia secreta para encantar e ensinar

Todos possuem a magia secreta para encantar e ensinar ao mesmo tempo. Um professor que procura mostrar uma visão para transformar a sala de aula viva.

sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

As crianças não aprendem com pessoas que não gostam

Rita Pierson, professora há 40 anos, faz um apelo entusiasmado aos professores para que acreditem nos seus alunos e se liguem com eles num nível real, humano e pessoal.

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Autonomia das escolas: ficção ou realidade?

Em Portugal, as escolas não têm autonomia para gerir professores, os currículos estão essencialmente nas mãos do poder central, os resultados dos testes comandam a organização escolar. Mas não é nas escolas com mais autonomia que as notas dos alunos são melhores.
(...)
Isabel Flores analisou os dados do PISA de 2015 e concluiu que as escolas inseridas em meios mais desfavorecidos têm mais autonomia na seleção de professores, embora continuem a ter resultados mais baixos no PISA, o que demonstra que a autonomia parcial de gestão de professores é insuficiente para mitigar diferenças. “Em relação à autonomia de gestão de currículo, é uma prática dispersa e não se encontrou nenhum padrão de associação com escolas inseridas em meios mais ou menos favorecidos”, avança. 

Do lado da responsabilidade, verifica-se que os resultados dos exames nacionais servem sobretudo para as escolas fazerem um exercício de comparação com outras escolas ou para analisarem a sua própria evolução. “(…) verificámos que as escolas cujos diretores afirmam ter maior autonomia não se relacionam com as escolas onde mais medidas de responsabilidade pelos resultados de exames são aplicadas, sendo que autonomia e responsabilidade surgem como uma associação por comprovar na prática da gestão escolar”, sublinha Isabel Flores.
(...)
A autonomia das escolas faz parte de uma estratégia de reforma da organização escolar. Mas será uma realidade ou uma ficção? Isabel Flores recorda que um dos principais argumentos para que a autonomia em Portugal nunca tenha passado da retórica à prática é a desconfiança, segundo uma recomendação do Conselho Nacional de Educação. “Uma condução pouco arrojada e com resultados insatisfatórios do processo político resulta numa não implementação universal do conceito de autonomia e responsabilidade.” “Apesar de se tratar de um processo pouco claro, há espaço na atual legislação para que os corpos dirigentes da escola possam refletir e implementar medidas e mecanismos que dentro das suas escolas possam contribuir para a melhoria dos resultados dos seus alunos”, conclui a autora do estudo.

Pensamento do mês


quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Transformar uma página Web num documento PDF

Transforme a sua página Web num documento PDF, WORD, etc.



AQUI

Aplicação ( só existe para Android) que converte qualquer página web num documento PDF.




sábado, 6 de janeiro de 2018

Recursos educativos digitais


O CCTIC de Santarém disponibilizou recentemente vários Recursos Educativos Digitais, através dos quais os alunos podem aprender conteúdos de um modo lúdico, divertido, inovador e tecnológico, através dos seus dispositivos móveis.
As 13 novas apps apresentadas no site do CCTIC de Santarém cobrem uma diversidade de temas, nomeadamente a História dos Descobrimentos Portugueses, Fábulas e Contos Tradicionais da Europa, Ciências e Tecnologia e Segurança na Internet.

terça-feira, 2 de janeiro de 2018

Professores preferem áreas urbanas

https://www.frasesparaface.com.br/frases-professores/
Quanto aos professores, não há indicadores que permitam avaliar a qualidade do corpo docente, mas sim a sua experiência. E quanto mais se avança nos níveis de ensino, maior é a concentração de professores do quadro nas áreas metropolitanas e na faixa litoral a norte do Tejo. No 1.º Ciclo, por exemplo, os docentes do quadro mais jovens tendem a concentrar-se nas áreas mais urbanizadas, enquanto nas zonas rurais predominam os docentes com mais idade e tempo de serviço “ancorados em contextos locais que não propiciam a renovação”. No 3.º Ciclo e no Secundário, os professores do quadro mais experientes tendem a concentrar-se nas áreas metropolitanas e na faixa litoral. “O mesmo padrão domina a distribuição espacial dos professores contratados, no que respeita ao seu tempo de serviço”, refere-se. 

Verifica-se, deste modo, “um duplo efeito de discriminação das escolas”. Por um lado, sobretudo nos ciclos de escolaridade mais elevados, os professores procuram zonas mais urbanizadas, mais próximas do litoral, onde estão as escolas com melhores desempenhos; e, por outro, as famílias seguem no mesmo sentido, ou seja, preferem escolas nas áreas urbanas e escolas mais reputadas, em detrimento das que se encontram em contextos sociais periféricos e mais desfavorecidos. 


“A partir desta constatação, diríamos que estamos perante frágeis culturas de escola – das que conseguem construir uma marca distintiva – e uma forte cultura escolar, comum à maior parte dos agrupamentos selecionados para a amostra, fortemente sustentada e condicionada pelo poder regulatório da administração educativa”. O que permite fazer observações. “Nesta perspetiva, a ideia de autonomia das escolas, assente no desenvolvimento de culturas organizacionais próprias, parece ainda uma quimera, que uma abundante retórica alimenta.” 

quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

Boas Festas

O blogue Ocular deseja a todos aqueles que por aqui passam:


Hoje é dia de ser bom. 
É dia de passar a mão pelo rosto das crianças, 
de falar e de ouvir com mavioso tom, 
de abraçar toda a gente e de oferecer lembranças. 
É dia de pensar nos outros – coitadinhos – nos que padecem, 
de lhes darmos coragem para poderem continuar a aceitar a sua miséria, 
de perdoar aos nossos inimigos, mesmo aos que não merecem, 
de meditar sobre a nossa existência, tão efémera e tão séria. 

(...)
Dia de Confraternização Universal, 
dia de Amor, de Paz, de Felicidade, 
de Sonhos e Venturas. 
É dia de Natal. 
Paz na Terra aos Homens de Boa Vontade. 
Glória a Deus nas Alturas. 

António Gedeão, in 'Antologia Poética'

domingo, 17 de dezembro de 2017

App Quik


Quik é um editor de vídeo muito intuitivo que nos permite criar vídeos originais e muito criativos. Só é preciso escolher um tema, personalizá-lo, selecionar as fotografias ou vídeos, a música e compartilhá-lo ou descarregá-lo. Está disponível para iOS e para Android.